Brasília, afeto e tendências: o que a CASACOR revela em 2018

Brasília, afeto e tendências: o que a CASACOR revela em 2018

Decoração

A maior mostra de arquitetura e interiores da cidade abriu suas portas com um misto imperdível de novidades e inspirações

Protagonista entre as grandes mostras da cidade, a CASACOR Brasília acaba de abrir suas portas para, até o dia 30 de outubro, apresentar, entre espaços únicos e soluções inovadoras, inspirações que fogem do comum e contemplam sensações, lembranças, sentimentos e o verdadeiro conceito de morar bem.

O tema, claro, engloba todos esses adjetivos que podem ser vivenciados em uma experiência ímpar pela “Casa Viva”, que tem como foco expor espaços de celebração e dos laços de afeto. O Jornal Vertical já conferiu de perto cada detalhe e traz nesta edição os imperdíveis do evento. Confira!

Logo na entrada, para receber, impressionar e ser contemplado, um espaço especial: o Refúgio Veredas Cinex. Um dos mais amplos ambientes da mostra apresenta a união de recursos tecnológicos como aliados de uma concepção que acolhe e envolve o seu visitante.

Assinado pelo escritório Denise Zuba, o ambiente tem em seus 600m² esquadrias de alto desempenho Sotille, criadas com tecnologia italiana e design assinado pela Cinex Lab Itália, e que são capazes de proporcionar, conforto térmico e acústico.

E já que o assunto é tecnologia, não podemos deixar de fora o Espaço do Empreendedor, do arquiteto Sérgio Borges, que aposta em seu conhecimento sobre neuroarquitetura para a produção de um espaço corporativo preparado para reuniões, mas que não deixa de lado a saúde e bem-estar de seu usuário.

A essência brasiliense, que traz o concreto como referência da arquitetura mundial e ainda as nossas raízes, é retratada por Clay Rodrigues, no Estudio Centro e 7Ene. O arquiteto explora em seu ambiente o cinza, tão presente na assinatura de Oscar Niemeyer, autor do prédio onde está instalada a mostra deste ano. O aconchego do ambiente vem em escolhas estratégicas, como mobiliário em madeira e tecidos na decoração.

Para a diversas janelas que ocupam o espaço, uma saída especial, ideal para as construções da cidade, que proporciona uma cenografia ainda mais emocionante e ousada: várias peças de cortina Rolô / Casa Decorações, cada uma ocupando diferentes aberturas do espaço.

Também em alta, a sustentabilidade segue como prioridade em espaços como o Living, do escritório Kramer Arquitetura. O ambiente de 45m² conta com a versatilidade de escolhas como persianas Country Woods, da referência mundial do segmento, Hunter Douglas / Stermaan, que utiliza em seu processo de fabricação matéria-prima reaproveitada, o que contribui, ainda bem, para o uso consciente dos recursos naturais.

Uns pensando no futuro, mas o passado e a acolhida de boas lembranças também são destaques na mostra, como vimos no ambiente Caixa de Memórias, das arquitetas Clarissa Braga e Manuella Leite, do escritório Esquina Arquitetura.

A dupla assina projeto inesquecível, “rico em traços de memórias visuais das casas dos pais, dos avós e de referências de infância”, como explicam as profissionais.

E por falar em passado, segue uma dica especial: a ardósia, famosa na década de 19   90, voltou com todo o prestígio para decorar ambientes. O empresário Sérgio Borges, da Ikê Pedras, destaca que a versátil solução do ambiente Living Gourmet Casapark “foi a escolha de Denise Zuba e Studio+Valéria Gontijo, entre outros grandes nomes do segmento”.

As pedras também estão em evidência em bancada do projeto de Laísa Carpaneda e Flávia Nasr, que levam o Silestone, composto por mais de 90% de quartzo natural, para bancada de resistência extraordinária.

É a cozinha dos sonhos que compõe o Anexo Concreto, ambiente que conta ainda com sala de estar, sala de jantar e jardim, conciliando com maestria a organicidade do natural com as linhas retas da arquitetura contemporânea.

Leave a Reply

Your email address will not be published.