Seus candidatos dizem quem você é

Seus candidatos dizem quem você é

Daniel Guerra

É ano eleitoral e a nossa responsabilidade aumenta. Na hora do voto, o maior exercício da democracia, o eleitor deve enxergar o momento de apertar o “Confirma” como o ápice daquilo que mais o orgulha: a sua cidadania. É no ato de votar que a democracia se faz presente, se exerce e se consolida.

Vou aqui me ater ao Poder Executivo. Candidatos, foram muitos: 12 ao Palácio do Buriti e 13 ao Palácio do Planalto. Sem entrar no mérito da competência, do preparo e da capacidade de cada um (afinal, escolhas são um exercício amplamente subjetivo), não devemos nos esquecer de que, para a democracia, faz muito bem o fato de termos várias opções.

“Não me identifico completamente com as ideias de nenhum candidato”, afirmam muitos para justificar um voto branco, nulo ou a ausência na cabine de votação com o posterior pagamento da multa.

Entretanto, é importante escolher. É fundamental pesquisar o máximo possível nos veículos de comunicação para basear o voto. Não se omita; isso faz mal à liberdade que a Constituição Federal de 1988 deu a cada um de nós de escolher os nossos representantes. Pesquise, debata, discuta, duvide, questione, busque, assista, leia. Enfim, vote.

Leave a Reply

Your email address will not be published.